Autor: Marilene Soares

Vale a pena investir em curso de coaching?

Vale a pena investir em curso de coaching?

Muita gente ainda se pergunta se vale a pena investir em um curso de coaching, sem levar em conta as inúmeras evidências fáceis de identificas.

Uma outra pergunta poderia ser feita ao invés dessa que logo jogamos como título. Você acha que vale a pena investir em uma vida melhor?

Conseguir controlar a sua jornada, pelo menos até aonde isso é possível, é o sonho de muita gente, desde os mais ambiciosos até os que procuram por um pouco mais de convicção e direção. Um curso de couching pode ser esse caminho, dependendo de como você o absorve.

Hoje vejo que muitas pessoas estão querendo aprender como ganhar dinheiro na internet mas nem se quer procura se especializar e nem estudar para isso, e se você é uma dessas pessoas eu recomendo que estude bastante para conseguir seus objetivos.

Será que vale mesmo a pena?

Começaremos salientando uma das evidências mais básicas, mas que foge da avaliação de muita gente. Preparar-se para as etapas futuras da vida, profissionalmente ou não, é sempre um fato positivo, que agregará à sua vivência no final das contas, mesmo que isso não queira dizer uma aplicação prática como carreira.

Aos que já sabem que querem se tornar couchers para o restante de suas vidas, não é necessário dizer muito mais, basta salientar que, aqui no Brasil, o ramo ainda é bem pouco explorado. Estima-se que apenas seis pessas em cada um milhão seguem como profissão, por mais que você escute falar sobre com alguma constância.

Agora, se você ainda não tem muito ideia do que fazer para o resto de seus dias, essa pode ser a saída para um futuro definido. Se não temos uma meta, um foco, fica difícil correr atrás de qualquer coisa, mais fácil correr em círculos. Um curso de couching pode ser justamente o que você precisava para encontrar um rumo, nem que ele seja o de couch.

Contextualizando um pouco mais sobre a situação do profissional no mercado de trabalho, é importante dizer que absolutamente todas as grandes empresas, multinacionais ou nacionais, contam com couchers para endireitar, digamos assim, todas as suas equipes. Resultados melhores foram atingidos após esse contato, de acordo com pesquisas de entidades especializadas em RH.

Evolução contínua

O ponto crucial nesse nosso papo é compreender que, em diversas fases de nossa vida, precisamos de algum empurrãozinho, e não devemos ter vergonha alguma de admitir isso. Mudanças na carreira, desemprego, desilusão com a jornada trilhada até o momento, tudo isso pode vir à tona, naturalmente.

Quando nos sentimos estagnados, a melhor ideia que você pode ter é potencialmente essa: Começar a se movimentar, e por que não com um curso de coaching? Criando formas de organizar as ideias e de motivação que independem de sua situação atual, mas do ponto em que você quer estar no futuro. Com a base bem fundamentada em seus alicerces, temos condição de nos estruturar de forma muito mais organizada.

Evoluir sempre deve ser uma máxima em sua vida, profissionalmente e pessoalmente, fazer uso dos ensinamentos que um couch pode dar e, principalmente, se tornar um deles, é uma bela forma de angariar conceitos de vida que transformarão a forma como você enxerga ela.

No final das contas

A conclusão final é bem simples. Se você quer se transformar, abrir os horizontes de seus pensamentos e amplificar positivamente os impactos de suas ações, investir em um curso de couching é uma excelente atitude, principalmente se partirmos do princípio de que há a condição de utilizar o dinheiro aplicado.

Mas antes de começar, dê uma boa pesquisada nos cursos próximos de você (ou nem tanto assim). Busque pelos cursos de couching com qualidade comprovada, com ótimas indicações, para não acabar com um gostinho de frustração ao final dele.

4 Plantas para melhorar as ondas de calor na menopausa

4 Plantas para melhorar as ondas de calor na menopausa

Os sintomas irritantes que acompanham a menopausa, como afrontamentos e hiper superação noturna, podem ser atenuados com essas plantas de ação específicas.

Trevo de prado para quase tudo

Uma primeira planta recomendada é o abundante trevo de prado ( Trifolium pratense ), uma leguminosa rica em estrogênio que é facilmente encontrada nas margens de estradas e pastagens.

Muitas mulheres trabalham bem para reduzir a intensidade das ondas de calor e a hipersudoração noturna irritante. Também acalma a enxaqueca, a tendência a ganhar peso e insônia.

Geralmente é tomado como infusão e é especialmente eficaz se combinado com sálvia.

Sábio, seu aliado à noite

A partir desta planta ( Salvia officinalis ), as folhas e as copas são usadas medicinalmente, pois são ricas em óleo essencial, ácido rosmarínico e flavonóides,

Geralmente é combinado com trevo e exerce uma excelente ação contra ondas de calor e suores noturnos .

Em uso externo, você pode aplicá-lo usando compressas ou banhos , o que ajudará a reduzir o suor.

Outra opção é tomá-lo oralmente. Você pode beber até  três xícaras de infusão por dia ou optar por cápsulas, tintura ou extrato líquido.

Cimicifuga contra o humor baixo

Cimicifuga ( Cimicifuga racemosa ) usa o rizoma, que alguns especialistas consideram  uma das melhores soluções para amenizar os sintomas da perimenopausa.

Diminui os sintomas vasomotores da menopausa, como ondas de calor e sudorese, e também melhora o humor.

Você pode tomar a planta seca em decocção ou na forma de cápsulas ou comprimidos. Evite-o se tiver problemas de fígado ou rins.

Lúpulo tranquilizador

O lúpulo ( Humulus lupulus ) contém óleo essencial, flavonóides e substâncias que atuam como estrógenos vegetais . Para fins medicinais, são utilizadas as flores femininas e suas resinas, conhecidas como lupulina.

Devido à sua condição de planta sedativa, combate especialmente a irritabilidade e a insônia . Também alivia a dor e a enxaqueca.

Você pode beber até 2 copos de infusão por dia , tomá-lo em tintura ou cápsulas ou aplicá-lo com compressas.

ALIVIAR OS SINTOMAS DA MENOPAUSA COM PLANTAS MEDICINAIS

Sintomas vasomotores, como ondas de calor e suores noturnos , aparecem em muitas mulheres com a chegada da menopausa.

Esses desconfortos estão relacionados às súbitas variações hormonais desse período, à medida que a produção de estrogênio diminui e pode afetar até 80% das mulheres acima de 50 anos. Mas as mulheres que ainda têm menstruação ou que estão grávidas podem ocasionalmente sofrer.

A intensidade e a duração dos sintomas variam muito de uma mulher para outra. Às vezes, eles aparecem apenas uma vez por dia ou menos, mas em outros casos o fazem persistentemente durante o dia. Por sua vez, existem muitas mulheres que mal duram alguns anos, enquanto outras precisam se resignar a viver com esses sintomas por uma, duas e até três décadas.

A fitoterapia oferece algumas soluções de suporte com plantas medicinais . Embora não sejam igualmente eficazes em todos os casos, podem ser muito úteis para aproveitar esta fase da vida sem muitos problemas.

O prado do trevo ( Trifolium pratense ) é o primeiro da nossa selecção, pela sua versatilidade aos sintomas tratar da menopausa.

É comum usá-lo em combinação com a sálvia ( Salvia officinalis ), outro grande aliado das mulheres.

Também adicionamos o cimicifuga ( Cimicifuga racemosa ) e o lúpulo ( Humulus lupulus ) por sua ação adicional sobre humor e nervosismo, respectivamente.

Juntamente com essas plantas, também pode ser útil adicionar plantas adaptogênicas, como ginseng ou eleutherococcus, que completam o tratamento natural dos sintomas da menopausa graças às suas propriedades energizantes.

Theme: Overlay by Kaira Extra Text
Cape Town, South Africa